Papo de Autor entrevista Danilo Sarcinelli

Dessa vez, o bate-papo é com o autor Danilo Sarcinelli.

 

Fale um pouco sobre você. De onde você é? Qual é a sua formação? Qual gênero escreve?

Nasci e fui criado na cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, ou apenas Rio de Janeiro para os mais íntimos. Diferente de muitos dos meus conterrâneos, não fui feito para a combinação carioca de sal, suor e areia. Sou mais chegado em ar condicionado, sofá e um bom livro. Se tiver um cafezinho então, melhor ainda. Apesar do amor pela literatura, acabei me formando em Engenharia Química e hoje trabalho como CTO de uma startup de tecnologia, a qual ajudei a fundar. Comecei a escrever antes mesmo de entrar para a faculdade, sempre fantasia e sempre com alguma pretensão, ainda que irreal, de me tornar um autor publicado e poder viver de minha escrita. Desde então, lá se vão bons 17 anos de labuta.

 

Além de escritor, você tem outra profissão? Como você diria que essa profissão contribui para o enriquecimento da sua carreira como escritor?

Sou técnico em biotecnologia, graduado em Engenharia Química e atualmente trabalho como desenvolvedor fullstack e CTO em uma startup de tecnologia. E nada disso me ajudou diretamente na minha carreira como escritor. Porém, posso dizer que minha experiência como empreendedor me possibilitou desmitificar o mercado literário e encará-lo como ele realmente é: um negócio. Lançar o primeiro livro pode até ser um sonho, mas todos os seguintes devem ser trabalhados como um produto, avaliando público-alvo, distribuição, divulgação, preço e tudo mais.

 

Como você desenvolveu o amor pela literatura?

Sempre gostei de ler, mas os livros que mais marcaram a minha infância e meu gosto por leitura foram os chamados livros-jogos da finada série Aventuras Fantásticas. Graças a Jambô Editora, os mesmos livros estão sendo relançados e toda uma nova geração de leitores poderão conhecer A Cidadela do Caos, O Feiticeiro da Montanha de Fogo, A Floresta da Destruição e tantos outros.

 

Quando decidiu publicar seu primeiro livro? Quais fatores contribuíram ou dificultaram sua estreia literária?

Comecei a escrever pela necessidade de extravasar uma história que estava martelando a minha cabeça. Ela começou como uma aventura de RPG, mas com o tempo foi tomando a forma de um romance. Com certa ingenuidade, procurei uma casa para as minhas obras batendo na porta de várias das grandes editoras. Com o tempo e as recusas passei por fases em que queria desistir e deletar tudo. Apenas muitos anos depois, com o apoio da minha esposa então grávida, resolvi conversar com uma agente literária que me indicou uma editora de auto publicação. Como muitos autores, tive que colocar a mão no bolso para realizar o meu sonho.

De onde surgiu a ideia para seu livro mais recente? Sobre o que ele fala?

Meu livro mais recente foi publicado pela Jambô Editora, pelo selo Jambô Odisseias, e se chama Passagem para a Escuridão – Livro II. A história iniciada em Passagem para a Escuridão – Livro I termina em grande estilo com o lançamento do segundo e último livro da série. As descobertas sobre o passado de Lúcio Dante o atormentam, porém, não tanto quanto o destino de sua amada Pandora, aprisionada por seu tio ao usurpar o trono da Tibéria. O embate entre os dois se aproxima, assim como o momento de Lúcio encarar a escuridão de sua alma. Apesar das guerras e batalhas, como não podia deixar de ser, o livro traz mais intrigas e dramas dos personagens.

 

De onde surgiu a ideia para o seu conto enviado para a antologia do Diário de Escrita?

O conto é inspirado em uma história de alta fantasia que acabou engavetada quando comecei a escrever com mais foco a duologia de Passagem para a Escuridão. A espada falante nunca foi um personagem central, mas um alívio cômico que acabou se destacando. Pretendo retomar esse trabalho em breve, fechando em um livro único.

 

Para encerrar...

Você encontra Danilo Sarcinelli e seus livros nos links abaixo:

Redes sociais:

Facebook Fan Page | Facebook | Instagram | Skoob

Assista, também, o book trailer! 

Livros e Contos:

Passagem para a Escuridão – Livro I | Passagem para a Escuridão – Livro II

O Templo dos Mortos: Uma História de “Passagem para a Escuridão”

Autor(a): Tatiane Durães

Olá, meu nome é Tatiane Durães, tenho 31 anos e sou formada em administração de empresas. Sou autora da Trilogia Arcantatys, publicada pela Editora Arwen e da obra A Herdeira - Kaelium.

Compartilhe: